Analisar dados do CAR será o grande desafio, aponta diretor do Serviço Florestal

Cerrado, Goiás (foto de Geliane Rocha – Saltus – Serviço Florestal Brasileiro)

Falando durante a COP26, na semana passada, o diretor de Regularização Ambiental do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), João Francisco Adrien Fernandes, disse que, após a enorme adesão dos agricultores ao Cadastro Ambiental Rural, o grande desafio agora será analisar seus dados: “Os produtores aderiram massivamente. O grande desafio do governo federal e dos estados é analisar esse cadastro”, afirma o responsável, prevendo que se isso for concluído, a agenda da recuperação florestal avançará com intensidade.

Fernandes explica que, nos outros países, essa recuperação acontece em áreas públicas, mas que, no Brasil, além das áreas públicas, isso acontecerá também nas propriedades rurais.

Leia também:

Obrigatório para todos os imóveis rurais e primeiro passo para obtenção da regularidade ambiental da propriedade, o CAR é um registro público eletrônico de âmbito nacional para integrar as informações ambientais georreferenciadas do perímetro do imóvel, das áreas consolidadas, de interesse social e de utilidade pública, como Áreas de Preservação Permanente (APP), uso restrito, Reserva Legal, remanescentes de florestas e demais formas de vegetação nativa. Esse conjunto compõe a base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.

Fonte: Canal Rural

Post Author: Geocracia