Artigo: Desastres e imagens de radar, como monitorar no Brasil

José Victor Orlandi Simões*

O Brasil é um país de dimensões continentais conhecido por sua diversidade natural e climática. No entanto, essa mesma diversidade também torna o país suscetível a uma variedade de eventos adversos, como enchentes, deslizamentos de terra, secas e incêndios florestais.

Gostou desta notícia? Clique aqui e receba na hora pelo WhatsApp

Leia mais:

Mulher com imagem geolocalizada sem autorização será indenizada

Imagem Geosistemas homenageia Usina Alta Mogiana

Ibama e Imagem Geosistemas lançam Pamgia, plataforma de monitoramento ambiental

Os desastres naturais representam riscos significativos para a segurança das pessoas e a preservação do meio ambiente. No Brasil, eles causam anualmente bilhões de reais em danos materiais e perdas de vidas.

Pensando em como prevenir tais situações, uma das ferramentas mais avançadas e eficazes para o monitoramento de desastres, mesmo em condições adversas, como a presença de nuvens e chuvas intensas, é a tecnologia de imagens de radar.

As imagens de radar são geradas por sistemas que utilizam ondas eletromagnéticas para mapear a superfície terrestre e seus arredores. Ao contrário das imagens ópticas (geradas por espelhos e lentes), as imagens de radar não dependem da luz solar, o que significa que podem ser obtidas durante o dia ou a noite e, o que é ainda mais importante, mesmo sob condições de céu nublado ou chuvas intensas.

Como as imagens de radar podem ajudar a salvar vidas

As enchentes e os deslizamentos de terra são desastres comuns no Brasil, especialmente durante a temporada de chuvas. As imagens de radar têm a capacidade de detectar mudanças sutis na umidade do solo, permitindo a identificação precoce de áreas propensas a inundações e deslizamentos.

Ao monitorar continuamente regiões críticas, os sistemas de radar podem alertar as autoridades e as comunidades locais sobre a iminência de desastres, permitindo a evacuação e ações preventivas. Essa capacidade de resposta rápida pode salvar vidas e minimizar danos materiais.

À medida que continuamos a lidar com os desafios impostos pelas mudanças climáticas e pela ocorrência cada vez mais frequente de eventos extremos, investir em tecnologias como o radar, é fundamental. Elas não apenas ajudam a proteger vidas e propriedades, mas, também, contribuem para uma gestão mais eficaz do território brasileiro.

No futuro, podemos esperar avanços ainda maiores na tecnologia de imagens de radar, permitindo um monitoramento mais preciso e em tempo real de desastres naturais. Isso nos dará uma vantagem valiosa na proteção de nosso país e na construção de um futuro mais seguro e resiliente.

*Analista de Marketing da Imagem Geosistemas

Veja também

Infra e Cidades

Londres, o polêmico campo de testes do reconhecimento facial

Com mais de cinco anos de experiência, a capital britânica é o local da Europa mais vigiado por câmeras, que cruzam dados de biometria com inúmeros bancos de dados nacionais e estrangeiros em busca de ameaças e suspeitos. Mas, segundo reportagem do jornal espanhol El País, diversos casos de falsos

Geo e Legislação

Açores revê exigências e lançará novo concurso para Porto Espacial

O Governo Regional do Açores, em Portugal, anunciou que irá relançar o concurso com vistas à criação de um cluster para a indústria aeroespacial no Porto Espacial de Santa Maria, a ilha mais setentrional do arquipélago. O projeto começou em 2018, com planos de lançar os primeiros microsatélites em 2023,

Não perca as notícias de geoinformação