Cabo Verde lançou Infraestrutura de Dados Espaciais online

A cidade da Praia realizou um marco importante no desenvolvimento tecnológico de Cabo Verde com o lançamento da Infraestrutura de Dados Espaciais de Cabo Verde (IDECV) em código aberto. A IDECV é um sistema inovador e integrado de dados geoespaciais que tem como objetivo centralizar as informações em uma única plataforma online. A presidente do Instituto Nacional de Gestão do Território, Ilce Amarante, ressaltou a importância dessa iniciativa para facilitar o planejamento e a tomada de decisões em várias áreas, como o ordenamento do território. O acesso gratuito a imagens de satélite permitirá um acompanhamento praticamente diário do território, contribuindo para a tomada de decisões informadas e eficazes.

A IDECV oferece uma ampla gama de informações geográficas, mapas temáticos e ortofotomapas, que serão de grande apoio às instituições na gestão eficiente do território. Através dessa plataforma, busca-se evitar a duplicação de ações, o desperdício de recursos e garantir a acessibilidade e disseminação rápida das informações existentes no país. Além disso, o IDECV permitirá um maior conhecimento do território por parte de todos os atores envolvidos, minimizando impactos negativos e auxiliando na conservação e preservação das áreas, sempre respeitando as opções do planejamento.

Gostou desta notícia? Clique aqui e receba na hora pelo WhatsApp

Leia mais:

Luiz Ugeda no Infra Data: “Dados são uma nova frente do setor de infraestrutura”

Humberto Pontes: Nova regulação de compartilhamento de postes entre Aneel e Anatel organizará cidades e incentivos setoriais

Labgis/UERJ: Cartografia colaborativa precisa de mais política pública, não só novas tecnologias

A implementação e o desenvolvimento da IDECV tiveram início há mais de dez anos, com financiamento do governo cabo-verdiano, em parceria com a Cooperação Espanhola e apoio do Banco Mundial. Esse investimento teve como objetivo fortalecer a capacidade de gestão territorial do país, promover a transparência e a eficiência na utilização dos recursos.

Ao fornecer informações consensualizadas, oficiais e cientificamente embasadas, a IDECV se tornará uma plataforma robusta, oferecendo acesso direto às informações para todos, sem a necessidade de passar por processos burocráticos para solicitar dados. O objetivo é disponibilizar informações gratuitas, acessíveis e rápidas, com exceção apenas das informações que afetam a segurança nacional.

Ilce Amarante também destacou o potencial do IDECV para auxiliar na fiscalização virtual do território, apoiando ações de controle e monitoramento sem a necessidade de recursos humanos e financeiros adicionais. Essa abordagem complementará o trabalho realizado pelo governo no âmbito do Observatório Nacional de Ordenamento do Território, que será integrado à Infraestrutura de Dados Espaciais de Cabo Verde.

A presidente ressaltou a importância de fortalecer a fiscalização em todo o território cabo-verdiano, destacando a falta de recursos humanos e financeiros para a presença física de fiscais e policiais municipais em todas as áreas onde ações estão sendo implementadas. Nesse sentido, a IDECV e outras iniciativas em andamento, como o observatório, são ferramentas que podem contribuir para a implementação de uma fiscalização virtual mais eficiente.

Veja também

Geo e Legislação

Cresce o roubo de dados em clínicas e hospitais

De novembro para cá, aumentaram 45% os casos de ataques de cibercriminosos a clínicas e hospitais dos EUA, de acordo com levantamento da Check Point. Em meio à pandemia, os hackers praticam o chamado ransonware, um crime de extorsão em que invadem os sistemas do hospital e exigem altas quantias

Não perca as notícias de geoinformação