Carro autônomo ‘foge’ da polícia nos EUA

carro autônomo
Imagem: YouTube

A imagem desta semana é a do carro autônomo que ‘decidiu fugir’ da polícia. O caso, que de tão inusitado foi filmado e acompanhado por quem estava na rua (veja vídeo abaixo), aconteceu em São Francisco, nos Estados Unidos, onde, desde 2017, a GM opera o aplicativo Cruise, serviço de tecnologia que oferece transporte de passageiros usando modelos Chevy Bolt EV elétricos autônomos.

Carro autônomo demais

A polícia resolveu checar o carro da Cruise porque, apesar de já ser noite, os faróis do veículo estavam apagados. A princípio, o Bolt reage de acordo com sua programação e para ao ‘perceber’ a presença da Polícia. Mas, assim que o oficial que fez as primeiras averiguações se afasta para voltar à viatura, o carrinho, que naquele momento não levava passageiros, arranca, surpreendendo todo mundo. No vídeo, é possível ver algumas pessoas desconcertadas com a iniciativa do carro autônomo.

Na verdade, o Bolt não estava exatamente fugindo, mas buscando uma posição mais correta na rua para atender a Polícia, já que, inicialmente, estava parado em fila dupla. A atitude, porém, é considerada uma falta grave nos Estados Unidos e, caso tivesse sido feita por alguém de carne e osso, dificilmente não terminaria com o motorista algemado e conduzido à Delegacia.

Leia também:

Mais tarde, a Cruise confirmou que o Bolt EV, de fato, não tentou escapar da Polícia, apenas encostar em um local mais seguro e menos prejudicial ao trânsito. Em uma mensagem no Twitter, a empresa também esclareceu que trabalha em estreita colaboração com o Departamento de Polícia de São Francisco sobre os procedimentos de abordagem de seus veículos em situações parecidas e que corrigiu o problema que fazia o carro autônomo trafegar com os faróis apagados à noite.

A imagem que ficou, no entanto, é que, pelo menos em alguns casos, a autonomia desses carrinhos, já superou a dos humanos, que não mereceriam tanta tolerância, caso tivessem tomado uma atitude parecida.

Fonte: Clean.Technica

Veja também

Infra e Cidades

Covid-19 trouxe SIG para centro do palco nos estados americanos

De acordo com o relatório Covid-19 – One Year In, publicado pelo State Scoop, site de notícias sobre o uso de tecnologia por governos estaduais e locais dos EUA, a pandemia acelerou a utilização de ferramentas georreferenciadas nessas localidades. A crise de saúde reforçou o papel de técnicos especializados em

Geo e Legislação

Embrapa amplia em 20% a capacidade de banco de dados agrícolas

Concebidos para funcionar nos bastidores, os bancos de dados são invisíveis no funcionamento das instituições, mas têm importância estratégica para empresas de abrangência nacional como a Embrapa. A Empresa adquiriu um equipamento que vai ampliar em 20% a capacidade de armazenamento de dados de atividades agrícolas e agroindustriais executadas em

Não perca as notícias de geoinformação