Geopolítica: Finlândia constrói muro na fronteira com a Rússia

A construção de um muro pode ajudar a controlar a imigração ilegal, reduzir o tráfico de drogas e o contrabando, e aumentar a segurança nacional. Além disso, os muros podem ter um efeito dissuasório sobre os migrantes que tentam cruzar a fronteira ilegalmente, o que pode reduzir o número de mortes e lesões associadas à migração ilegal.

A Guarda de Fronteira finlandesa iniciou a construção da prevista barreira de fronteira oriental para frear a imigração ilegal russa. O novo piloto será construído em Pelkola em Imatra e compreenderá uma cerca de cerca de três quilômetros de comprimento, após o que cerca de 70 quilômetros de cerca serão construídos nos pontos de passagem de fronteira e em suas áreas adjacentes.

Clique aqui e receba notícias na hora pelo WhatsApp

Leia mais:

A URSS explicada em 4 mapas históricos

Rússia e Ucrânia: visualizações da guerra pela cartografia jornalística

Edmilson Volpi: Rússia, a figura (mais) perversa representada nos mapas satíricos

De acordo com o plano geral, a cerca será construída ao longo de aproximadamente 200 quilômetros da fronteira leste com 1.300 quilômetros de extensão. A maior parte da cerca estará localizada na fronteira sudeste, que é uma área prioritária para o controle da fronteira.

Segundo a Guarda de Fronteira finlandesa, a cerca de barreira dará à Guarda de Fronteira finlandesa mais tempo para reagir e facilitará a gestão das interrupções de forma decisiva, detectando, prevenindo, retardando e orientando o movimento das pessoas na fronteira. Além disso, a estrada que seria construída ao lado da cerca permitiria que a Guarda de Fronteira reagisse consideravelmente mais rápido do que no momento aos eventos na fronteira nacional. Outros meios de reforçar o controle das fronteiras, como o aumento do pessoal e da vigilância técnica nas regiões fronteiriças, não seriam soluções mais baratas nem mais rápidas do que uma cerca de barreira.

Com informações da Finnish Border Guard

Veja também

Agro e Ambiental

Pará cancela mais de 5 mil CARs sobrepostos

Governo do Pará, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), em uma ação direcionada à resolução das sobreposições de Cadastros Ambientais Rurais (CAR) de imóveis rurais declarados sobre terras indígenas regularizadas e Unidades de Conservação, já realizou a suspensão ou cancelamento de 5,7 mil cadastros no âmbito

Não perca as notícias de geoinformação