Itajaí lança geoportal para proteger árvores urbanas

árvores
Ferramenta traz geolocalização e informações básicas sobre as árvores da cidade (reprodução).

A Prefeitura de Itajaí, em Santa Catarina, acaba de lançar um geoportal com informações sobre árvores imunes ao corte e sobre o Parque Natural Municipal do Atalaia. A ferramenta, que pode ser acessada aqui, é de responsabilidade do Instituto Itajaí Sustentável (INIS) e é aberta ao público em geral.

O objetivo do geoportal é promover o conhecimento sobre meio ambiente e estimular a preservação não apenas das árvores do Parque do Atalaia, mas também a preservar e manter as espécies urbanas de grande relevância. “Queremos que a população conheça esta ferramenta instituída legalmente pelo Código Florestal e regulamentada através de um decreto municipal. As espécies que constam no portal têm sua importância, seja pela sua beleza cênica, importância ecológica e raridade”, destaca Mario Cesar Ângelo, diretor presidente do INIS.

Leia também:

O Parque Natural Municipal do Atalaia é uma Unidade de Conservação Ambiental localizada na morraria do Atalaia, no encontro da foz do rio Itajaí-Açu com o oceano, em área privilegiada no município. Tem uma altitude de 153 metros, possibilitando uma vista para a orla, para a Baía Afonso Wippel (Saco da Fazenda) e para as curvas do rio Itajaí, além de permitir avistar as morrarias do interior, como o morro do Baú.

Os visitantes do parque que acessarem o geoportal poderão ter informações como trilhas guiadas, horário de funcionamento e como chegar à unidade de conservação. A plataforma também disponibiliza o histórico de criação do local, uma coletânea de informações mais técnicas e dados sobre as árvores imunes ao corte. A ferramenta destaca também informações precisas sobre a localização desses exemplares protegidos no município e as características de cada espécie, como: época de floração, frutificação e o porte da espécie adulta.

De acordo com a Prefeitura da cidade, o geoprocessamento passa a ser uma poderosa ferramenta na gestão de políticas públicas que está implantada no Município. “Em Itajaí, temos alguns projetos em produção e estamos, de forma gradativa, aplicando em todas as unidades de governo. Queremos disponibilizar informações geoespaciais, pois através de mapas navegáveis, esses dados podem ser acessados tanto para a gestão, como para os munícipes e turistas”, argumenta Murilo Sodré, secretário municipal de Tecnologia.

Os dois serviços passam a integrar o portal GeoItajaí, que concentra todos os dados e informações georeferenciadas do município.

Fonte: INIS

Veja também

Agro e Ambiental

PA: Mais de 500 CARs irregulares foram cancelados

Com o objetivo de reforçar ações de combate ao desmatamento e controle da degradação ambiental dos espaços territoriais especialmente protegidos, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) realizou mais uma ação de monitoramento do  Cadastro Ambiental Rural (CAR) declarados sobre a Floresta Estadual do Paru, resultando no

Não perca as notícias de geoinformação