João Pessoa Geo-Sustentável já mapeou 40% da cidade

João Pessoa
Município de João Pessoa (PB) – imagem: INDE (reprodução)

O Consórcio João Pessoa Geo-Sustentável, iniciativa da Prefeitura da capital paraibana que, desde agosto, está mapeando o território da cidade, já mapeou 40% do município, com 100% das áreas urbanas e rurais já identificadas. O trabalho, que tem o objetivo de atualizar e complementar a base cartográfica digital e o cadastro territorial do município, além de implantar sistemas de informações e uma Planta Genérica de Valores (PGV), deve ser concluído até abril de 2023.

Orçado em R$ 17 milhões, o projeto pretende catalogar toda a massa verde do de João Pessoa e já identificou 16 km² de áreas de ocupação, 91 comunidades e mais de 7 mil lotes. “Pegamos o modelo digital de terreno e superfície, fizemos a subtração e identificamos a altura no centro do lote. 7.110 lotes foram encontrados distribuídos por toda a cidade. É um estudo embrionário, mas já é uma ideia do que a gente tem na cidade”, destacou Dário Alves, representante do Consórcio, ao apresentar o resultado preliminar do estudo.

Leia também:

Feito com base no mapeamento aéreo em infravermelho e escaneamento a laser de alta resolução, o modelo de georreferenciamento de João Pessoa traz para a cidade o que há de mais moderno na área, incluindo o mapeamento do relevo, das unidades territoriais, infraestrutura, meio ambiente, equipamentos e mobiliários públicos. Joseuma Barbosa, coordenadora de Fortalecimento da Gestão do Programa João Pessoa Sustentável, afirma que, com o estudo, será possível fazer justiça tributária e responder ao cidadão com mais agilidade: “O cidadão vai ter acesso às informações sobre o seu imóvel, com cadastro atualizado, de forma rápida e sem burocracia”.

O João Pessoa Geo-Sustentável é um dos projetos do Programa João Pessoa Sustentável, da Prefeitura de da capital, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e que já está 25% concluído. Orçado em US$ 200 milhões, o programa possui mais de 60 ações distribuídas em duas vertentes: desenvolvimento urbano, social e ambiental; e planejamento e fortalecimento da gestão administrativa e fiscal. O objetivo é tornar a cidade sustentável, democrática, humana e eficiente.

Assim que estiver concluído, o João Pessoa Geo-Sustentável terá seus dados abertos à sociedade: informações sobre cadastramento imobiliário urbano e o levantamento de toda infraestrutura e serviços públicos do município, como água, estacionamentos, esgoto, iluminação, rede elétrica, coleta de lixo e arborização. Segundo a Prefeitura, o projeto reforça o compromisso do governo municipal com a transparência pública, melhoramento da gestão e construção de uma cidade inteligente e eficiente.

Fonte: Prefeitura de João Pessoa

Veja também

Não perca as notícias de geoinformação