Lançado hoje, hub brasileiro para inovação em big data terá sede na ENCE, do IBGE

Imagem: Some CG – Pixabay

Com o objetivo de contribuir para o avanço no uso de big data e ciência de dados, melhorando a produção de estatísticas oficiais, é lançado hoje o Hub Regional de Big Data no Brasil, durante a XI Conferência de Estatística das Américas, evento virtual da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal). 

A iniciativa é do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, e o Hub Regional ficará sediado na Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE), braço acadêmico do IBGE, que coordenará os esforços e contribuições das diferentes áreas do Instituto no apoio às suas atividades.

Leia também:

Um hub de big data é um polo de conhecimento, tecnologia e inovação colaborativo e voltado para ações que integram métodos inovadores de tecnologia e ciência de dados no uso de big data. Numa primeira fase, irá atuar em quatro linhas de ação:

  • Fortalecimento de laços e promoção da cooperação entre produtores de estatísticas oficiais na América Latina e Caribe;
  • Promoção da formação e fomento do interesse de jovens estatísticos da região no uso de big data em estatísticas oficiais;
  • Desenvolvimento de pesquisa sobre o uso de big data em estatísticas oficiais e temas relacionados;
  • Organização de seminários e conferências sobre o uso de big data em estatísticas e geociências.

“Estar sediado no IBGE, um dos poucos Institutos na América Latina e Caribe que já está produzindo estatísticas oficiais com base em big data, pode facilitar a cooperação e a consolidação da prática na região”, afirma Andrea Diniz coordenadora do projeto, acrescentando que o hub é um marco na produção de estatísticas oficiais na América Latina e Caribe, pois vai alavancar o uso dessa fonte alternativa na região, podendo “ampliar ou mesmo garantir a produção de estatísticas oficiais sob cenários restritivos, como o que ainda vivemos, com a pandemia de covid-19”.

Já a coordenadora-Geral da ENCE, Maysa de Magalhães, diz que o big data é uma realidade e que ciência de dados é uma das áreas mais importantes neste contexto: “O Hub Regional no Brasil irá incrementar a integração dos setores do IBGE e dos parceiros institucionais da América Latina e do Caribe por compartilhamento de conhecimento e inovação”.

Além do Brasil, outros três países também integram o projeto com hubs regionais: China, Ruanda e Emirados Árabes Unidos.

Fonte: Agência de Notícias IBGE

Post Author: Geocracia