MapBiomas: desde 1985, Brasil queima, em média, uma Inglaterra por ano

Imagem: MapBiomas Fogo

Levantamento inédito realizado pelo MapBiomas reunindo imagens de satélites desde 1985 revela que, ao longo desses 36 anos, o fogo consumiu, pelo menos uma vez, cerca de 20% do território brasileiro. Quando se olha as queimadas recorrentes, a cada ano, o fogo consumiu uma área total de mais de 150 mil km2, o que é maior que a Inglaterra. Essa média móvel vem caindo ao longo desses anos, mas bem lentamente, com os picos das queimadas ocorrendo nos anos de 2007, 1998, 2010, 1987 e 1988.

De acordo com o estudo, o bioma mais atingido pelo fogo é o Pantanal, que teve 57% de sua área queimada pelo menos uma vez. Eduardo Reis Rosa, coordenador do MapBiomas Pantanal, explica que a região tem uma vegetação adaptada ao fogo, mas a alta frequência pode torná-lo prejudicial à biodiversidade da fauna e flora: “Questões relativas ao uso do fogo devem ser integradas às condições de uso das pastagens, de forma preventiva, controlada e seguindo os ciclos do Pantanal e condições meteorológicas adequadas, com o objetivo de proteger o bioma”. 

Imagem: MapBiomas Cobertura e Uso da Terra

Processando mais de 150 mil imagens geradas pelos satélites Landsat 5, 7 e 8, entre 1985 e 2020, e usando inteligência artificial para analisar cada pixel (representando uma área de 30m x 30m) para os mais de 8,5 milhões de Km2 do território brasileiro, o relatório também fez levantamentos para a superfície de água (que está diminuindo), informações de infraestrutura e uso da terra (figura acima). Os dados mostram que a área de vegetação nativa é 66,5% do território brasileiro, embora esteja caindo desde 1985. Já o espaço destinado à agropecuária (incluindo pastagens) ocupa 30% do país, com a área de pastagens estabilizada há alguns anos e o espaço da lavoura crescendo de forma moderada mas constante, ao longo desses 36 anos.

Conheça o estudo aqui.

Post Author: Geocracia