Mapeamento da migração animal é nova arma pela preservação

Imagem: Vibeke Lundberg – Pixabay

Em diversos biomas por todo o mundo, cientistas estão usado uma nova arma na luta pela preservação da fauna: o mapeamento da migração de animais selvagens. Os pesquisadores se valem dos avanços na tecnologia de rastreamento por coleira para coletar dados que mostram precisamente por onde estão vagando os rebanhos de mamíferos com cascos (como antílopes, zebras, gnus e bisões), fundamentais para o equilíbrio ecológico de regiões como a savana africana e as pradarias norte-americanas. Em estreita colaboração com os biólogos, centros de cartografia como o InfoGraphics Lab, da Universidade do Oregon, completam o trabalho e usam os dados espaciais para criar mapas mostrando rotas e ameaças enfrentadas pelos animais ao longo de sua migração.

Artigo publicado na revista Science detalha o projeto de Jim Meacham e Alethea Steingisser, além dos pesquisadores liderados pelo biólogo Matthew Kauffman, de lançar uma iniciativa global para gerar mapas em esforços de conservação por todo o mundo. 

Veja mais aqui.

Veja também

Geo e Legislação

Finlandeses apresentam protótipo do 1º satélite de madeira

Foi apresentado nesta quarta-feira (12), em Helsinque, o protótipo do primeiro satélite de madeira do mundo. Conduzido pelas empresas finlandesas UPM Plywood, Arctic Astronautics e Huld, o projeto do nano-satélite Wisa Woodsat foi anunciado em abril e deve ser lançado até final deste ano a partir da Península Mahia, na

Não perca as notícias de geoinformação