Mapeamento geoespacial de Aracaju já começou

Foto: Sérgio Silva – Prefeitura de Aracaju

O Projeto de Infraestrutura de Dados Espaciais da Prefeitura de Aracaju (SE) já está em campo. O Landrunner (foto), veículo equipado com uma super câmera com alcance de 360º e outras seis acopladas a ela, está há duas semanas fazendo o georreferenciamento da cidade, percorrendo ruas e avenidas e disparando fotos automaticamente a determinadas distâncias.

“Com base nisso, a gente vai montando todas as fotos […] como se fossem várias imagens juntas, parecendo um vídeo”, explica Ana Carolina Basso, técnica em geomática da Engefoto, empresa contratada para o serviço. O mapeamento terrestre deve estar concluído em dois meses, mas a cidade também será fotografada por uma aeronave.

Leia também:

Coordenada pela Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), a iniciativa faz parte do projeto de formação da Infraestrutura de Dados Espaciais de Aracaju, que envolve não somente o levantamento territorial e estudos de uso do solo, mas a modernização de informações cadastrais e ações de articulação institucional.

“Vamos atualizar as informações do cadastro de todas as infraestruturas, imóveis, vias, juntando também com informações de outras secretarias, como áreas ambientais, áreas de risco e outros elementos importantes para o planejamento e realização de políticas públicas da cidade”, explica a coordenadora de geoprocessamento da Semfaz, Manuela Nascimento, acrescentando que as fachadas e imóveis também serão fotografados, permitindo reduzir custos com vistorias em campo e ajudando a fiscalizar o crescimento da cidade.

O projeto prevê ainda a criação do Geoportal Aracaju, para disponibilizar todas as informações do mapeamento da cidade a instituições de pesquisa, universidades, outros órgãos públicos que trabalham com planejamento e à população em geral. 

Fonte: Prefeitura de Aracaju.

Post Author: Geocracia