OMS promove acesso aberto a dados sobre desigualdades em saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou recentemente seu maior relatório sobre o tema, o Health Inequality Data Repository, que traz dados abrangentes sobre a inequidade global no campo da saúde.

“A habilidade para direcionar serviços àqueles que mais precisam é vital para o avanço da equidade na saúde e para o aumento da qualidade de vida”, afirma Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da OMS. O relatório separa os dados de acordo com gênero, idade, escolaridade, região e mais, e o acesso é aberto ao público com versão em português.

Gostou desta notícia? Clique aqui e receba na hora pelo WhatsApp

Leia mais:

Google e Johnson lançam plataforma que mapeia a proliferação de mosquitos

Fiocruz, IME e LNCC mapeiam distribuição de espécies animais

Monitoramento ambiental e energético podem ser feitos com geoinformação

O relatório mostra por que as pessoas mais pobres e vulneráveis são as que têm menos acesso aos cuidados médicos. Isso é particularmente preocupante em países em desenvolvimento, onde a falta de recursos e a má distribuição de serviços de saúde têm um impacto significativo na qualidade de vida da população.

Para alcançar este objetivo, a geoinformação foi empregada para identificar essas desigualdades e fomentar como a formulação de políticas públicas podempromover a equidade em saúde. Por meio da análise de dados geográficos, é possível identificar áreas com maior carência de serviços de saúde e planejar a distribuição de recursos de forma mais eficiente e equitativa.

O acesso aberto aos dados de desigualdades em saúde é um passo importante para a conscientização e formulação de políticas públicas eficazes. O acesso é aberto ao público e tem versão em português. Clique aqui para conferir.

Com informações da Revista Galileu

Veja também

Agro e Ambiental

Agronegócio brasileiro quer comprovar práticas ESG

Atento à tendência cada vez maior de consumidores mundiais entenderem a jornada do alimento, o setor agropecuário brasileiro está comprometido em provar suas práticas ESG (environmental, social and corporate governance). “É importante para as empresas serem transparentes em suas práticas e, consequentemente, transformar o que têm de melhor e potencializar

Não perca as notícias de geoinformação