Pará: Governo destaca plataforma estadual de rastreabilidade da cadeia da pecuária

O governador do Pará, Helder Barbalho, destacou semana passada a primeira plataforma de rastreabilidade da cadeia da pecuária, o SeloVerde, no evento “Impulsionando sistemas agroalimentares: impulsionando o progresso da COP 28 à COP 30”, parte da agenda da Semana do Clima em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

“Somos o primeiro estado a ter uma plataforma pública no Brasil de rastreabilidade da cadeia da pecuária, identificando desde o nascimento até o abate, vinculando o dono da propriedade até a indústria da carne, para que possamos assegurar que as boas práticas sejam valorizadas. Eu não acredito em políticas públicas que apenas atuem de forma coercitiva. Certamente, nós teremos uma dificuldade enorme de atingir o objetivo. O movimento de quem produz alimento de forma sustentável, com baixas emissões, precisa ser revertido no custo para o consumidor”, destacou Helder Barbalho.

Clique aqui e receba notícias na hora pelo WhatsApp

Leia mais:

BNDES bloqueia R$ 62 milhões em crédito em imóveis com indícios de desmatamento
Embrapa mapeia viveiros de produção aquícola no Brasil
Falta liderança e conhecimento sobre geoinformação no Brasil

“Se conseguirmos dar a solução para a pecuária, para que ela esteja na pauta sustentável, conseguiremos aprimorar o uso da terra. Se não encontrarmos uma solução pra essa atividade, sempre agiremos num processo fiscalizatório”, ressaltou o governador do Pará. O evento, promovido pela The Nature Conservancy (TNC), discutiu a transformação dos sistemas alimentares e estratégias para preservar a floresta amazônica.

A agenda estará no centro da COP 30, a conferência mundial do clima, que será sediada em Belém, a capital paraense, na Amazônia brasileira, apontada como prioritária pela atual presidência da COP 28.

A agenda de sistemas alimentares e paisagens regenerativas será um elo entre as duas conferências, discutindo caminhos para consolidar parcerias de sistemas alimentares que promovam o desenvolvimento de baixo carbono na Amazônia brasileira.

Por Agência Pará

Veja também

Geo e Legislação

Ministério da Fazenda abre consulta pública para regular big techs

Até 18 de março será possível enviar contribuições para regulamentação de aspectos econômicos e concorrenciais das grandes plataformas digitais, chamadas de big techs. O Ministério da Fazenda abriu consulta pública sobre o tema.  As contribuições poderão ser enviadas por meio da plataforma Participa + Brasil. Para responder à consulta pública,

Não perca as notícias de geoinformação