Pará: MPF recomenda cancelar cadastros ambienais rurais em terra indígena Zo’é

Imagem: INDE

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou que a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas) e o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio) se articulem para cancelar todos os registros de imóveis no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Siscar) sobrepostos à zona de proteção da Terra Indígena Zo’é, na região oeste do estado, entre o rio Amazonas e as fronteiras com Guiana e Suriname.

Apesar de não serem permitidas quaisquer alterações humanas na área, nota técnica da Semas obtida pelo MPF revelou 32 CARs no entorno da TI Zo’é, cinco sobrepostos à Floresta Estadual do Trombetas e 27 à Floresta Estadual do Paru.

Leia mais aqui.

Veja também

Agro e Ambiental

Bahia georreferenciará Chapada Diamantina com recursos do PNUD

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) da Bahia firmou Acordo de Cooperação Técnica para elaboração do Plano Regional de Pagamento por Serviços Ambientais – PSA do Alto Paraguaçu/Chapada Diamantina. O convênio acontece em parceria com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia – SEI, por meio da cooperação

Não perca as notícias de geoinformação