Parceria entre AEB e PNUD põe Brasil na órbita do ‘New Space’

Instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.
Imagem: Centro de Lançamento de Alcântara, Maranhão (Valter Campanato/Agência Brasil)

Os responsáveis pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) consideram que a parceria firmada com a Agência Espacial Brasileira (AEB) permitirá estabelecer no Brasil o chamado New Space, caracterizado pela maior participação da iniciativa privada nacional e estrangeira no setor aeroespacial. O acordo com o PNUD prevê treinar o corpo técnico da AEB com base em experiências internacionais, aperfeiçoando a agência institucionalmente, enquanto fortalece a regulação do setor por meio da construção da Lei Geral do Espaço para disciplinar as atividades espaciais brasileiras, incluindo seu seguimento comercial.

Por todo o mundo, o fenômeno New Space está provocando um aumento na quantidade de projetos de veículos lançadores de menor porte, além de uma maior demanda global por lançamento de satélites. Para a AEB, esse cenário abre a possibilidade de ampliar o número de decolagens comerciais no Centro Espacial de Alcântara (CEA), no Maranhão — uma das mais bem localizadas bases de lançamento de foguetes do mundo.

Leia mais aqui.

Veja também

Infra e Cidades

Londres, o polêmico campo de testes do reconhecimento facial

Com mais de cinco anos de experiência, a capital britânica é o local da Europa mais vigiado por câmeras, que cruzam dados de biometria com inúmeros bancos de dados nacionais e estrangeiros em busca de ameaças e suspeitos. Mas, segundo reportagem do jornal espanhol El País, diversos casos de falsos

Agro e Ambiental

Pará: Governo destaca plataforma estadual de rastreabilidade da cadeia da pecuária

O governador do Pará, Helder Barbalho, destacou semana passada a primeira plataforma de rastreabilidade da cadeia da pecuária, o SeloVerde, no evento “Impulsionando sistemas agroalimentares: impulsionando o progresso da COP 28 à COP 30”, parte da agenda da Semana do Clima em Nova Iorque, nos Estados Unidos. “Somos o primeiro

Não perca as notícias de geoinformação