SES lança seus primeiros satélites MEO de 2ª geração

satélites MEO
Composto por satélites MEO, novo ecossistema da SES começa a operar comercialmente no 3º trimestre de 2023 – imagem: SES

Na última sexta-feira (16), a empresa aeroespacial franco-luxemburguesa SES anunciou o lançamento dos seus dois primeiros satélites O3b mPOWER de 2ª geração levados por um foguete SpaceX Falcon 9 da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral na Flórida. Construído pela Boeing e projetado para oferecer desempenho sem precedentes com carga útil orientada por software, o O3b mPOWER é o sistema de órbita terrestre média (MEO) de segunda geração da SES.

Espera-se que o serviço comercial do novo ecossistema esteja disponível no terceiro trimestre de 2023. Segundo a SES, os clientes que utilizarem o O3b mPOWER irão trabalhar no nível de terabit, obtendo um rendimento mais alto, mais flexível e com latência de ida e volta de menos de 150 milissegundos e alta disponibilidade de serviço.

Uma das principais proprietárias e operadoras de satélites do mundo, com mais de 70 satélites em duas órbitas diferentes, geoestacionária (GEO) e MEO, a SES é uma provedora de rede de telecomunicações que fornece conectividade de vídeo e dados em todo o mundo para governos e instituições, emissoras, operadoras de redes móveis e fixas e provedores de conteúdo e serviços de Internet.

Leia também:

O ecossistema O3b mPOWER, que poderá ser escalado, prevê 11 satélites MEO iniciais, cada um equipado com mais de 5.000 feixes formados digitalmente e uma extensa infraestrutura terrestre. O sistema satelital permitirá que a SES atenda às necessidades de conectividade atuais e futuras de governos, operadoras de rede móvel, empresas de energia, cruzeiros de classe mundial e empresas em todo o mundo. Entre os principais clientes já inscritos no O3b mPOWER estão Microsoft, Princess Cruises, Marlink, Reliance Jio, Orange, Claro e a recém-anunciada Vodafone Cook Islands.

Ao todo, serão 11 satélites MEO O3b mPOWER capazes de operar a vários gigabites por segundo – imagem: SES

“Muito mais do que um lançamento, hoje destacamos o próximo marco da nossa jornada MEO. Com o nosso O3b mPOWER de segunda geração, estamos trazendo uma tecnologia revolucionária que oferece uma combinação única de vários gigabits por segundo de rendimento em qualquer local, confiabilidade garantida e flexibilidade de serviço inédita no setor”, diz Steve Collar, CEO da SES.

Collar afirma que o novo ecossistema de satélites MEO é ideal para aplicações nas quais o desempenho é o que importa, desde missões críticas de governos que exigem segurança a operadores de cruzeiros que desejam fornecer acesso de banda larga de alta velocidade aos passageiros, passando por operadores de redes móveis que queiram implantar redes 4G/5G em áreas subconectadas ou restaurar redes de comunicações em tempo de inatividade.

“Do conceito à realidade, a parceria com a SES durante o desenvolvimento da tecnologia pioneira foi notável”, diz Jim Chilton, vice-presidente sênior da Boeing Space and Launch, acrescentando que “os próximos meses serão outro período crítico de colaboração enquanto preparamos os próximos nove satélites para lançamento e permitimos que esses primeiros satélites cumpram sua missão de conectar pessoas ao redor do mundo”.

Fonte: SES

Veja também

Infra e Cidades

Buracômetro: Avança app que fiscaliza ruas por cartografia colaborativa

Um recente aplicativo chamado “Buracômetro” está se expandindo rapidamente em todo o Brasil, permitindo que os cidadãos denunciem problemas de infraestrutura em suas cidades por meio de uma abordagem de cartografia colaborativa. Com esta ferramenta, os usuários podem compartilhar informações detalhadas, incluindo a localização em tempo real e fotos, a

Não perca as notícias de geoinformação